Diga-me como escreve, dir-lhe-ei quem é…

Embora pareça surpreendente nesta era digital, a caligrafia, ou antes, a sua análise, é uma ferramenta muito valiosa em diferentes áreas como os Recursos Humanos, o Direito e as Artes. Desde a forma da letra até onde o texto está localizado na página, a pressão exercida ao escrever, além da ortografia e a gramática, a nossa escrita revela as principais características da nossa personalidade. Está preparado conhecer os segredos da sua caligrafia?

Os benefícios da grafologia no século XXI

Ao escrever, revela coisas (por vezes, muitas) sobre si mesmo. Pelo menos, essa é a base da grafologia, um foco analítico que é tanto controverso como celebrado. No âmbito da contratação em empresas, é utilizado para confirmar a compatibilidade de um candidato com os requisitos de um posto de trabalho. No campo do direito, pode ajudar a identificar o autor de um apontamento escrito à mão. Outro campo em que é utilizada é no mundo da arte, onde é útil para verificar a identidade do autor ou a assinatura num quadro. Finalmente, a nível individual, pode ser uma base, tanto para o desenvolvimento pessoal como profissional, realçando os pontos fortes e fracos.

O que diz a nossa caligrafia sobre nós

Na grafologia, existem atributos (como o tamanho das letras, o ângulo, a pressão ao escrever, os traços, etc.) que determinam as principais características de conduta, sendo que alguns são amplamente aceites como traços típicos.

– A letra pequena sugere que se é introvertido, enquanto que a letra maior implica que se é extrovertido.  Mesmo assim, tenha cuidado, porque se a sua letra for inconsistente, isso quer dizer exatamente o oposto!

– O tamanho do laço das letras “l” e “e” é indicador de delicadeza e amabilidade.

– A letra redonda pode encobrir uma personalidade criativa. Pelo contrário, uma escrita muito pontiaguda quer dizer que é uma pessoa meticulosa e curiosa.

– A pressão da caneta e a velocidade de escrita são utilizadas para avaliar o seu nível de sensibilidade ou compromisso e revelam o seu temperamento.

– Finalmente, temos o ângulo de escrita. Se escrever com uma inclinação para a direita, quer dizer que é uma pessoa aberta e que ouve os outros. Se, pelo contrário, o fizer para a esquerda, quer dizer que tende a ser mais egocêntrico. Se tiver uma caligrafia estável e consistente, quer dizer que é uma pessoa lógica e pragmática.

Assim, sendo, pegue num edaço de papel e num lápis, e descubra um pouco mais sobre si mesmo.